quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

2014 DE GDE APRENDIZADO, 2015 DE MUDANÇAS!!!

O que dizer deste ano? Poderia dizer simplesmente que foi um ano ruim, mas seria injusta com tantas coisas boas que me aconteceram, com pessoas novas que conheci, com alegrias que compartilhei. Poderia dizer que foi bom? Não é exatamente sincera essa afirmação. Então posso dizer que foi um grande ano de aprendizagem..... Sou uma sobrevivente, como alguns diriam, não simplesmente porque sobrevivi ao câncer, mas porque não deixo de me esforçar para superar as pedras que aparecem e que me jogam..... sempre fui assim..... Gosto mais de estar bem! Sou teimosa! Esse ano enfrentei muitas pedras, muitos fantasmas, muitas dúvidas. Sempre disse que ter depressão era pior que ter câncer e vivi mais uma vez na pele isso. Até porque quando se tem câncer as pessoas se sensibilizam e te enchem de carinho e quando se tem depressão as pessoas se afastam.... infelizmente é assim... Pra completar, passei pelo medo do câncer de novo... Mas ai veio mais um aprendizado, não esperar que as pessoas nos deem aquilo que nós mesmos não nos damos... não esperar que o próximo valorize o que estamos ignorando... Estou tratando minha depressão, procurei por recursos para melhorar, busquei ajuda para não ter que passar mais por doenças, tomei decisões que me ajudaram a sair da situação de medo e angústia. Não adianta você esperar que o outro te acolha quando você mesma não o faz, quando você mesma não admite suas fraquezas. SOU FORTE, MAS TAMBÉM SOU FRÁGIL! E eu que sempre fui muito rígida e crítica comigo mesma e com os outros aprendi que nada precisa ser perfeito para ser incrivelmente bom. Acabo o ano com o coração partido por causa das pessoas que "perdi" esse ano. Talvez chore muito esta noite, mas chorar também faz bem para mandar embora toda angústia. Eu que sempre quis mudar tantas pessoas, decide mudar a mim mesma!!!! PARA QUE EM 2015 AS LIÇÕES NÃO SEJAM AS MESMAS, QUE EU FAÇA DIFERENTE!!!! FELIZ 2015 A TODOS!!!!

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Nunca substime a dor alheia.....

Que Deus me ilumine ao escrever este post, que eu não ofenda nem magoe ninguém, mas algumas coisas têm que ser ditas.... Muitas pessoas já me ouviram dizer que nós nunca devemos subestimar a dor do outro. Seja uma unha quebrada ou a perda de alguém importante, somente quem sofre sabe o que está passando. Podemos até achar exagero, sofrimento desnecessário, mas se o outro está sofrendo, devemos acolhê-lo, tentarmos estar no lugar dele. E foi também pensando nisso que escolhi minha profissão. E me sinto realizada toda vez que consigo minimamente, mesmo que apenas só por ouvir, aliviar a dor do outro. Estou muito longe de ser perfeita, mas a qualidade de acolher as pessoas, sejam elas amadas ou não por mim, eu possuo, porque eu pratico. No entanto, acho que as pessoas estão tão acostumadas em me ver forte que esquecem que eu também tenho as minhas dores. E sejam elas uma unha quebrada ou o ca, eu também preciso que alguém as acolha. Estou com um nódulo, potencialmente benigno, na mesma mama que tive o ca. E que fique bem claro que não deixei de ser otimista ou de ter fé! Mas eu tenho medo! Normal, acredito eu, já que sou um ser humano. E as informações que tenho sobre estatísticas e probabilidades são nubladas. Tive o melhor tratamento, mas a chance de reincidência é maior após 2,5 anos de diagnóstico (justo onde me encontro). E pra ajudar vejo quase que semanalmente pessoas morrendo de ca. Racionalmente, eu acho que não seria absurdo se eu estivesse surtada, rs. Mas tenho trabalhado e cuidado do meu futuro, esquecendo diariamente o medo que tenho dele. E, claro, tenho momentos de choro incontrolável, meio que como uma válvula de escape. Mas eu sou uma pessoa a quem não permitem chorar. A quem não permitem ser frágil ou dependente. Talvez porque se acostumaram em me ver forte, talvez porque não saibam lidar com essa situação. Quando eu tive ca eu podia pedir que me levassem de madrugada para o pronto socorro por qualquer motivo, mas eu não podia chorar. Eu tinha que diariamente viver como num livro de autoajuda onde o pensamento positivo atrai pensamento positivo, então eu não podia nem sequer ter medo, nem por um minuto pensar que tudo poderia dar errado. Parecia que se eu pensasse negativo iria acontecer o pior. E deixa eu contar um segredo, essas atitudes foram as que mais me fizeram sofrer. Não foi esse tipo de conversa e atitude que me fizeram ficar em pé, nem de longe. Mas foram os abraços, foram as pessoas que conseguiam se colocar no meu lugar, que choravam comigo, que me davam amor que me mantiveram em pé. Ouvi coisas naquela época que me magoaram muito (embora acredite de verdade que não era a intenção de quem as falava). Deram crédito a pessoas e situações para a maneira como eu estava agindo, sem nem imaginarem os bastidores. E eu admito, muitas vezes pintei de cor de rosa, contei um conto de fadas que não existia, pois precisava também acreditar naquilo. E não estou dizendo que tudo que disse ou escrevi aqui foi mentira ou que a forma como lidei com a doença foi fantasiosa. Só quero dizer, repetir talvez, que o que realmente me ajudou naquela época foi Deus, acima de tudo e Amor, muito Amor em forma de carinho, de empatia, de mensagens, de abraços. E porque estou retomando tudo isso? Porque estou com medo, muito medo. E novamente escuto de algumas pessoas frases feitas de livros de autoajuda. Ou questionamentos sobre meu modo de ser, como se eu fosse uma pessoa pessimista. (será? não acredito!). Eu tenho medo. Não deixo que ele me paralise, mas ele existe. E junto a ele há a maior dor de toda história do ca, a dúvida da maternidade (existe uma história particular por trás disso). E o que eu ouço das pessoas: Você está preocupada porque quer! Você não dorme porque quer! Você não vai ser mãe agora, então não se preocupe! Os exames mostraram que seu nódulo está bem! Em novembro (nos próximos exames) se der problema você pensa nisso! Ou simplesmente tem aqueles que não dizem nada, fecham a cara quando me veem triste ou fazem perguntas do tipo: Porque você não dormiu direito? O que está acontecendo? (pior que são as pessoas mais importantes pra mim que "aprontam" essa). E até que se sentem ofendidas por eu pedir carinho e atenção, como se eu só soubesse cobrar isso e não que eu precisasse disso. Essas atitudes, somadas a comentários de que estou chata, sempre emburrada ou triste, só me deixam mais chata, mais triste e mais emburrada. Ninguém merece ser cobrada de não estar feliz!!! Principalmente quando não está feliz! Fato isso!!! E mesmo que eu esteja vendo tudo de uma maneira pior do que a realidade (o que já pensei e repensei e não acho que seja), mesmo até que esteja deprimida, ainda assim, e mais ainda até, frases feitas de autoajuda não resolvem nada! Compreensão, empatia e principalmente carinho resolvem. Palavras doces, abraços, elogios até e não críticas e cobranças de que tenho que ser forte! Eu sou forte, mas também sou frágil, mas também tenho medo!!!!Sou um ser humano! Desculpem todos que me apoiam, todos que sempre estão orando por mim. Todos que me dão carinho e dizem palavras doces sempre. Mas me sinto sozinha! Muito sozinha! Sempre acreditei que um abraço cura o mundo! Que carinho, empatia, palavras doces curam qualquer dor ou medo. Então não me venham com essa história de que eu preciso ser quase um robô, que sempre sorri, sempre está feliz, que nunca pensa negativo, que nunca tem medo! Porque estou apavorada!!!!

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Esperar: a lição do câncer em minha vida!

Qualquer fato que acontece em nossas vidas tem uma lição ou várias lições por trás. Deus não permite que nada aconteça sem que haja um objetivo e não dá a ninguém um fardo maior que se possa aguentar. Eu creio inteiramente nisso!!!!! No meu caso, esperar tem sido a maior lição que ter tido câncer tem me proporcionado. E para uma pessoa tão ansiosa quanto eu, talvez seja a lição mais difícil. E como, provavelmente, eu tenha reprovado nas provas anteriores, tenho mais uma chance de praticar o controle da ansiedade e me tornar mais serena. Há um mês, em exames de rotina, um novo nódulo (Bi-Hads 3 - 98% de chances de ser benigno). Em uma mulher sem meu histórico, numa mama sem acontecimentos anteriores, nada seria de muito significativo. Mas não é meu caso, então fiz a biopsia. Seria também tranquilo fazer a biopsia e esperar por um resultado dentro de uma semana. As chances de ser benigno são grandes e tudo continuaria bem. Mas a história não é bem essa!! O médico responsável pelos exames de imagem não tem certeza do que indicam o ultrassom e a ressonância e mesmo que a biopsia dê negativo para ca terei que esperar, acompanhar, fazer novos exames para ter certeza que tudo está realmente bem. E ai que entra minha grande lição nisso tudo. Não gosto de esperar, não gosto de coisas mal resolvidas. Quem me conhece sabe que gosto de resolver, de deixar tudo bem planejado. Mas nossa Vida é fantasiosamente planejada por nós, é ilusoriamente controlada por nós. Deus está no comando de tudo. É muito desgastante e aqui vai meus sinceros parabéns a todas as mulheres guerreiras que passam pelos procedimentos médicos que envolvem o assunto: agulhas gigantes, apertões, ficar imóvel dentro de aparelhos, estar nua na frente de estranhos. Não são tarefas fáceis, são situações invasivas em vários aspectos e que muitas vezes nossos acompanhantes nem percebem o quanto tudo isso é desgastante fisicamente e emocionalmente. Mas pra mim não é a pior parte. A pior parte é esperar....... ai como é difícil!!!! Por isso ocupo minha mente com outros assuntos, com problemas com solução, com meus planos!!! E isso não significa que estou negando ou fugindo da situação (nem é minha "cara" isso), apenas estou lidando como sei, por enquanto. Manter-me ocupada me deixa em pé, assim eu consigo seguir em frente. Fazer planos me dá a certeza do futuro, ter objetivos a longo prazo me dá vontade de viver e se tudo der errado, se novamente o resultado não for o que eu espero, o pior eu já conheço. As dores físicas e emocionais de um câncer eu já conheço e estou muito mais preparada que da primeira vez. Eu procuro sempre acreditar que há saídas e soluções. Não consigo apenas ter uma certeza "cega" de que tudo é cor de rosa, nem me ponho no pessimismo achando que tudo está errado. Me preparo pros dois finais da história. E, afinal de contas, se Deus permite é porque ele também ampara!!!! Enquanto a certeza não vem vou vivendo minha vida, porque a Vida é Bonita, é Bonita e é Bonita!!!!! PS: Não posso terminar esse post sem novamente dizer sobre a importância do AUTOEXAME, de conhecer nosso CORPO e procurar ajuda sempre que algo estiver estranho. ISSO SALVA VIDAS!!!!!! ;)

sexta-feira, 27 de junho de 2014

" Não se esconda atrás do câncer!"

Acredito que, quando Dr. Gallani (meu mastologista) me disse "Não se esconda atrás do câncer" ele não imaginava o quanto essa frase iria ecoar na minha cabeça. Não me esconder atrás do câncer. O que seria isso??? Seria não usar como justificativa, desculpa ou motivo o fato de eu ter tido câncer para qualquer situação difícil na minha vida? Não achar que por conta disso mereço mais que outros, sou diferente ou posso reclamar da vida? Não dizer que pelo fato de eu ter tido câncer eu sou assim ou assado, minha vida está de tal forma? Pois bem, é tudo isso e muito mais. Desde que ouvi isso (e ouvi após reclamar de dores no joelho, glicemia alterada e excesso de peso)me questionei muito sobre tudo. Não me esconder atrás do câncer significa não me esconder atrás de desculpas, de medos, não me ausentar da minha responsabilidade sobre minha vida. Afinal de contas, e daí que eu tive câncer? Muitas pessoas têm câncer, diabetes, distrofias, Parkinson, Alzheimer... A diferença está em o que eu farei com isso e não o fato de ter acontecido. Cheguei a conclusão que tinha uma parcela de culpa em tudo que estava reclamando, inclusive tinha certa culpa sobre o câncer e portanto, tinha responsabilidades. Se queria mudanças, teria que ser ativa no processo. Controlei a artrose no joelho com exercícios, perdi peso e controlei glicemia com dieta. O que é bem mais eficaz e sadio que se colocar no papel de vítima das circunstâncias. E mais adiante percebi que em outros aspectos da minha vida essa postura também era válida. Se meus sonhos e planos não estavam acontecendo, eu tinha que me questionar o que eu estava fazendo a favor deles. Quase desisti da profissão que escolhi com amor, com paixão e a Vida (Deus) me mostrou que ainda não era o fim. Um não, uma situação decepcionante não poderiam ser suficientes para eu desistir do que mais queria. Isso seria me esconder atrás de desculpas e medos. E hoje eu vejo o quanto vale a pena!!!! Se eu desistisse, por medo, por insegurança, nunca saberia o quanto meus sonhos estavam certos. O quanto minhas escolhas tinham a ver comigo!! E o quanto é bom quando estamos inteiras naquilo que acreditamos!!! Porque a Vida é bonita, é bonita e é bonita!!!!!

terça-feira, 25 de março de 2014

É pic, é pic, é festa, é festa......rá tim bum!!!!!

Não poderia deixar de escrever aqui hoje. Se antes do ca eu já gostava de fazer aniversário e comemorar mais um ano de vida, agora eu amo. Acredito que devemos comemorar todos os dias quando abrimos os olhos pela manhã, quando conseguimos levantar da cama, quando estamos com saúde..... esses pequenos milagres que passam tão despercebidos por nós na correria do dia-a-dia são o que somados chamamos de felicidade!!! Há exatamente um ano atrás, eu estava internada, com uma infecção grave no rim. Poderia não ter acordado naquele aniversário, poderia não ter tido alta para comemorar com a família, mas aqui estou, com saúde, com sonhos realizados, novos planos, com disposição para seguir em frente!!! E digo mais uma vez: mesmo que pareça que nada vai melhorar, que não enxergue a luz no fim do túnel. Tenha fé! Porque Deus é o dono do tempo e Ele sabe o que podemos suportar e o que precisamos realmente. Há 3 anos atrás, meu mundo virou de cabeça pra baixo. Medos, dores, incertezas. E hoje mais uma vez só tenho a agradecer. Agradecer inclusive os momentos difíceis que me tornaram uma pessoa melhor, mais serena, mais forte. "O que não nos mata nos fortalece!" Hoje será a cirurgia de mama da mãe de uma amiga muito especial para mim. Dedico este post a ela. Que Deus esteja com vcs! E que no seu próximo aniversário possa, assim como eu, ter muitos motivos para comemorar... Porque a VIDA É BONITA, É BONITA E É BONITA!!!!!!

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Hoje é dia de comemorar!!!!!

Hoje é dia de comemorar.... dois anos se passaram desde a última quimio!!! É como se tivesse dois aniversários no ano!!!! (gosto pouco né? rs). Dois anos se foram e eu fico impressionada quando revejo minhas fotos..... O tempo é o senhor de tudo mesmo! Tudo ajeita, tudo põe no lugar!!! E se por fora a mudança é grande, por dentro é maior ainda..... Pequenos tropeços ainda para voltar a sentir aquela felicidade simples em estar viva, mas sempre me lembrando do que realmente importa nessa vida....que é viver!!!! Não estou muito inspirada para escrever hoje, estou num momento introspectivo, pensando no futuro e na crise dos 30, rs mas não poderia deixar essa data em branco!!!! Um brinde à VIDA.... que é bonita, é bonita e é bonita!!!!!